A desconstrução de algo pequeno é essencial para a manutenção de algo maior! ★

Aquilo que não promove e mantém a vida em sua integridade não tem consistência de verdade e uma hora precisa deixar de existir.

Olá, amigos!

A presença de vocês aqui é muito querida! Espero que vocês estejam bem e que minhas palavras cheguem cheias de luz em seus corações!

O assunto de hoje é agridoce! O que quero dizer? É suave e forte ao mesmo tempo porque desconstruir demanda atenção plena, calor, fogo; e manter demanda afeto, amor, água. É agridoce porque desconstruir pode não ser fácil. Afinal de contas, construímos algo que agora precisa ser desconstruído, por quê?

Na maioria das vezes, porque esse algo não foi construído em uma consciência de luz, paz, amor, harmonia, plenitude, abundância e prosperidade.

E aquilo que não promove e mantém a vida em sua integridade não tem consistência de verdade e uma hora precisa deixar de existir, se estamos mergulhando na profundidade do ser.

Por isso, deixem ir aquilo que é pequeno para que a vida linda, divina e sagrada possa, de fato, acontecer em toda sua plenitude.

O que é algo pequeno? Pequeno é tudo aquilo que não nos faz dignos de uma vida em plena saúde. Pequeno é tudo aquilo que agride a fonte da vida, a natureza. Pequeno é tudo aquilo que nos bloqueia.

E maior, é a própria vida em si: saúde, prosperidade, abundância, gentileza, amor, paz, harmonia, delicadeza, força, estrutura, flexibilidade, fluxo limpo. Maior é a luz da qual fomos feitos, de onde surgimos, a nossa essência, a nossa casa.

Deixem ir aquilo que não é nosso de verdadeCrenças limitantes que nos desencorajam a ser toda potência que somos; produtos industrializados que se disfarçam de comida e não nutrem de verdade nosso organismo vivo; vaidades sem sentido que nos distanciam da apreciação simples do ser; e por aí vai…

O que vocês consideram pequeno? O que já foi entendido e pode ser desconstruído? Que tal deixar nos comentários!? Poderia, quem sabe, virar post! 🙂 

Façam as suas desconstruções e permitam que o mundo flua em paz, harmonia e divindade.

Que possamos, cada um de nós, cooperar para que a vida flua em toda sua plenitude e integridade! Om

A música de hoje:

Um abraço e até o próximo post! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *